Você está em:

NOTÍCIAS

29 de Setembro

Clima

Geadas e frio no Sul do país provocam sérios estragos na produção agrícola

Região Sul foi a mais afetada, contabilizando perdas nas plantações de trigo, milho e feijão


O granizo e os vendavais acompanhados de chuvas intensas que atingiram o Rio Grande do Sul na semana passada, além das geadas desta semana, vêm prejudicando as lavouras de trigo da região, que estavam na fase de emborrachamento. O maior prejuízo, no entanto, foi nas lavouras de milho, que se encontravam em um período crítico de definição. Os eventos climáticos dos últimos dias podem causar uma redução de 10% na produção do estado, de acordo com o presidente da Comissão de Trigo da Farsul, Hamilton Jardim.
 
“Tínhamos uma expectativa de uma área de quase 1 milhão de hectares, e colher em torno de 2.7 milhões de toneladas,  quem sabe isso seja reduzido para cerca de 2.4 ou 2.5 milhões no estado”, afirmou Jardim. Segundo ele, as partes baixas das lavouras foram comprometidas e muitas não terão condições de se recuperar, sendo necessário fazer o replantio.
 
Em Palmeira das Missões-RS, os produtores também estão preocupados após as fortes geadas."Houve uma quebra muito forte para o milho, que teve perdas de 85%", diz Valdair Hüning, produtor rural do município. Alguns produtores esperam ainda por uma recuperação das lavouras, mas segundo Hüning, ao menos 50% da produção não tem mais chances de ser recuperada.
 
Em Santa Catarina, as temperaturas também caíram e havia uma grande preocupação com a ocorrência da geada negra, evento que acontece quando o frio chega logo após uma umidade elevada.O evento climático não é comum e aconteceu no município de São Joaquim na madrugada desta sexta-feira(28), danificando parreiras de diversos vinhedos, com temperaturas que chegavam aos 2ºC. De acordo com Olivia Nunes, meteorologista da Somar, os prejuízos para a área de milho chegam a 70% na região, e para o  trigo em torno de 40%. Frutas também foram prejudicadas pois estavam na fase de floração.
 
No Paraná, a geada também prejudicou lavouras de grãos, afetando especialmente o feijão. A notícia de geada fez  com que os importadores de feijão chinês saíssem do mercado e a oferta que já era pequena reduziu ainda mais.
 
Para os próximos dias, de acordo com a Somar Meteorologia, ainda há previsão de frio para a região sul do país, mas principalmente no Paraná os índices de temperatura já devem subir, descartando a possibilidade de geadas. "A gente pode ter alguma coisa ainda em Santa Catarina, porque o tempo continua bastante frio", diz Olivia.
 
Até o meio da próxima semana, o tempo fica mais instável no Centro-sul, com as chuvas concentradas no oeste do Rio Grande do Sul. O aumento do volume de chuvas no estado gaúcho deve acontecer a partir do meio da semana que vem.
 

 

Fonte: Notícias Agrícolas // Thaís Jorge 


Unidade Principal


Rua Santos Dumont, nº: 21 | 85710-000
Fone: (46) 3563-8600
Santo Antônio do Sudoeste - Paraná